Menu


Paralamas tocam música inédita de Nando Reis no álbum 'Sinais do sim'

23 JUL 2017
23 de Julho de 2017
O grupo carioca Paralamas do Sucesso apresenta composição inédita do ex-Titãs Nando Reis,
Não posso mais, no álbum Sinais do sim. Das 11 músicas que compõem o repertório majoritariamente inédito e autoral deste 21º álbum do trio, uma é assinada somente pelo compositor, guitarrista e vocalista Herbert Vianna, Blow the wind.

Sete músicas – Contraste, Corredor, Itaquaquecetuba, Olha a gente aí, Sempre assim, Teu olhar e a música-título Sinais do sim, já lançada em single – são assinadas por Herbert com os colegas de banda, Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria). Com o detalhe de que Olha a gente aí é entrelaçada no disco com citação do poema Ó sino da minha aldeia (1914), de Fernando Pessoa (1888 – 1935).

As outras duas músicas são regravações de Cuando pase el temblor (Gustavo Cerati, 1985) – sucesso da banda argentina de rock Soda Stereo – e Medo do medo (Capicua e João Ruas, 2012), tema do repertório da rapper portuguesa Capicua. Eis, na disposição do disco, as 11 músicas reunidas pelos Paralamas do Sucesso em Sinais do sim, álbum que chega ao mercado fonográfico em 4 de agosto com capa que expõe a obra Já fui jarro, do artista plástico Barrão:

1. Sinais do sim (Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, 2017)
2. Itaquaquecetuba (Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, 2017)
3. Medo do medo (Capicua e João Ruas, 2012)
4. Não posso mais (Nando Reis, 2017)
5. Teu olhar (Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, 2017)
6. Contraste (Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, 2017)
7. Cuando pase el temblor (Gustavo Cerati, 1985)
8. Corredor (Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, 2017)
9. Blow the wind (Herbert Vianna, 2017)
10. Olha a gente aí (Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, 2017) – com citação do poema Ó Sino da minha aldeia (Fernando Pessoa, 1914)
11. Sempre assim (Bi Ribeiro, João Barone e Herbert Vianna, 2017)



Fonte: G1
Imagem: Internet
Voltar


Tenha você também a sua rádio